Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Tocantins

Menção Honrosa no Concurso Nacional CAU-TO



OPORTUNIDADE


Tocantins é um estado rico em sua cultura arquitetônica, histórica, de costumes e tradições. Sua vasta diversidade sintetiza a cultura brasileira, e toda nova edificação pública, principalmente a da entidade máxima que representa os arquitetos urbanistas do Estado, deve ser projetada consoante às suas tradições vernaculares. Através de uma linguagem arquitetônica contemporânea, a nova sede do CAU/TO deve oferecer espaços democráticos e inclusivos, organizados de forma racionalizada e utilizando conceitos de arquitetura ecoeficiente.


PARTIDO


A partir dessas premissas, a nova sede do CAU/TO traz como elemento principal de sua materialidade e linguagem arquitetônica uma sequência de painéis de fechamento vazado, feitos de madeira, que remetem aos padrões geométricos encontrados no artesanato e arquitetura indígena dos povos da Amazônia. Além do apelo estético, esses painéis são utilizados como elementos de proteção solar em fechamentos verticais e horizontais, bem como utilizados para organização e flexibilização do espaço.


O edifício foi projetado utilizando estrutura metálica em perfil I, com modulação estrutural e espacial de 4mx4m, que se adapta adequadamente às dimensões do terreno e ao Programa de Necessidades, permitindo expansões e flexibilização dos espaços. O programa de necessidades foi distribuído em dois pavimentos, com atendimento ao público, coworking, foyer, espaço multiuso e estacionamento no térreo; e com núcleo corporativo, presidência, reuniões e áreas de apoio no pavimento superior.


No térreo, os espaços são articulados através da área de recepção, que conecta intuitivamente os usuários ao foyer, ao coworking e ao espaço multiuso. A amplitude dos espaços e o uso dos painéis vazados garante flexibilidade e conexão das áreas fechadas com as áreas externas de jardim, nos fundos. Verticalmente, o edifício é articulado pela escada e plataforma elevatória, posicionadas em um átrio ajardinado e iluminado zenitalmente, que direciona o usuário para o pavimento superior, onde estão posicionados o Núcleo Corporativo e a Presidência, ao mesmo tempo que induz sempre o olhar para áreas externas e jardins, muito presentes nesse pavimento. Uma passarela no átrio conecta o Núcleo Corporativo com as áreas de apoio, como Salas de Reunião, Copa e Banheiros, posicionados mais ao fundo do lote.


As altas temperaturas e umidade verificadas na cidade de Palmas também foram condicionantes muito importantes para o lançamento do partido do projeto. A orientação dos espaços priorizou sempre fachadas voltadas para o Norte (fácil controle solar) e Sul, bem como espaços menos profundos e entremeados por jardins e vazios, que permitem a ventilação natural livre e mais sombreamento para as áreas internas.


EXPANSÃO


Prevendo possíveis expansões, algumas áreas de jardim do pavimento superior podem ser ocupadas, permitindo duplicar o número de lugares no Núcleo Corporativo. Além disso, a estrutura metálica foi dimensionada para ampliações na vertical, em mais dois pavimentos. Como forma de atingir o número máximo de vagas de veículos de passeio – onze - e motocicletas – seis, a área destinada ao pátio coberto no térreo e canteiros ajardinados podem ser substituídas, contemplando na totalidade as exigências legais


Equipe: Arq. Eduardo Lopes; Arq. Eduardo Berté; Arq. Gustavo Peters; Arq. Marcelo Galafassi; Arq. Carolina Rocha; Arq. Nedilo Xavier.

logo-strongway.png
Composição Modular